Esperança News: Economia
Mostrando postagens com marcador Economia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Economia. Mostrar todas as postagens

Bolsonaro manda reverter corte no programa Farmácia Popular Chefe do Executivo deu ordem aos ministros Paulo Guedes e Marcelo Queiroga

 

Presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia Paulo Guedes Foto: PR/Carolina Antunes

O presidente Jair Bolsonaro (PL) determinou que os ministros Paulo Guedes (Economia) e Marcelo Queiroga (Saúde) revertam os cortes no orçamento do programa Farmácia Popular para o próximo ano. As informações são do site da TV Cultura.

O corte reduziria a verba dos R$ 2,04 bilhões no orçamento de 2022 para R$ 804 milhões na proposta de lei de 2023, representando diminuição de 60%. A redução afetaria o acesso da população de baixa renda a 13 tipos diferentes de medicamentos que tratam doenças como diabetes, hipertensão e asma, além de restringir a distribuição de fralda geriátrica.

Para assessores do chefe do Executivo, o corte seria uma “medida sem sensibilidade”.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Ciro Nogueira: “Acho o presidente hoje muito melhor” Ministro-chefe da Casa Civil disse que Bolsonaro amadureceu

 

Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira Foto: Agência Senado/Marcos Oliveira

O ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro amadureceu ao longo de seu mandato. Ele deu declarações durante entrevista ao jornal O Globo.

Nogueira defendeu ainda que Bolsonaro é “hoje muito melhor”.

– Eu acho o presidente hoje muito melhor. É o contrário do Lula, que é muito pior do que de 2002. O presidente tem uma base muito mais consistente. Quando começou o governo, ele não tinha base. Ele amadureceu, assim como a sua base. É como se fosse um capitão que estava no comando de um navio que enfrentou os furacões, mas chegou no porto e agora ganhou a experiência para fazer uma viagem mais tranquila – falou.

Questionado se Bolsonaro será reeleito, o ministro afirmou que “quem elege presidente é a economia”.

– Quem elege presidente é a economia. A gente tem direito à reeleição, e é muito difícil (perder). Até a Dilma ganhou.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Gasolina: Petrobras reduz em R$ 0,20 o preço para distribuidoras Preço médio do valor de venda do combustível às distribuidoras deve cair quase 5%

 

Edifício sede da Petrobras, no Centro do Rio Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Petrobras anunciou nesta terça-feira (19) que vai reduzir em 4,92% o preço da gasolina vendida às distribuidoras. Atualmente em R$ 4,06 por litro, o preço médio do combustível deve cair a partir desta quarta (20) para R$ 3,86, uma diferença de R$ 0,20 por litro.

De acordo com a empresa, a queda “acompanha a evolução dos preços internacionais de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para a gasolina, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.

Além disso, de acordo com a companhia, considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor deve cair R$ 0,15. Com isso, o valor deve baixar dos atuais R$ 2,96, em média, para R$ 2,81 a cada litro vendido na bomba.

Na manhã desta terça, o presidente Jair Bolsonaro (PL) já havia antecipado que a nova gestão da Petrobras, presidida pelo ex-secretário de Desburocratização Caio Paes de Andrade, começaria a “dar boas notícias”. Além disso, o líder afirmou que a empresa, com um novo comando, acharia “seu rumo”.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Nomeação de Paes de Andrade será questionada na Justiça Federação Única dos Petroleiros alega que a nomeação à presidência da Petrobras foi ilegal

 

Caio Paes de Andrade Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

O coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Deyvid Bacelar, afirmou que após a eleição do secretário de Desburocratização do Ministério da Economia, Caio Paes de Andrade, para a presidência da Petrobras, a entidade está ultimando, junto com a Associação de Acionistas Petroleiros (Anapetro), uma ação judicial contra o resultado..

As entidades classificam a nomeação como ilegal e preparam ação para entrar na Justiça Federal do Rio de Janeiro.

Com crítica ao governo, Bacelar diz que “a aprovação de Caio Paes de Andrade para a presidência da Petrobras é mais um puxadinho eleitoreiro de Bolsonaro”.

– A decisão do Conselho de Administração da empresa é ilegal, pois o currículo e a experiência profissional do indicado são reconhecidamente insuficientes para gerir a maior empresa do Brasil, o que fere a Lei das Estatais – alegou o sindicalista em nota, em que critica ainda a falta de uma Assembleia Geral Extraordinária (AGO) para respaldar a nomeação.

Em ata do Comitê de Elegibilidade (Celeg) da estatal, divulgada no sábado (25), apenas o conselheiro Francisco Petros votou contra a eleição de Paes de Andrade, entre os demais quatro membros do Celeg, sendo dois de fora do Conselho da companhia.

Já na votação desta segunda-feira (27), do Conselho de Administração, o nome de Paes de Andrade foi rejeitado por três conselheiros para a presidência, segundo fontes. A federação reclama que o executivo não tem experiência no setor, como exige o estatuto, não tem reconhecimento do Ministério da Educação (MEC) dos seus diplomas de pós-graduação e nunca dirigiu uma empresa do porte da Petrobras.

*AE

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Postagem em Destaque

Bolsonaro sobre Cármen Lúcia: “Ela quer algo contra mim” Presidente deu declarações durante transmissão nas redes sociais, nesta quarta-feira

  Ministra Cármen Lúcia, do STF  Foto: SCO/STF/Nelson Jr. Nesta quarta-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou a ministra Cárme...

Comente deixe sua opinião

Blog Archive

SIGA-ME

SIGA-ME
SEJA UM SEGUIDOR

TWITTER

whatsapp

Postagens mais visitadas

Globo de visitas

Marcadores