Esperança News: Governo
Mostrando postagens com marcador Governo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Governo. Mostrar todas as postagens

Governo Lula veta nomeação de médica por crítica ao PT A pediatra é conceituada como referência no segmento de vacinação no país

 

Ana Goretti Maranhão Foto: Reprodução / YouTube Ensp Fiocruz

O governo Lula (PT) impediu a nomeação de uma pediatra conceituada como referência no segmento de vacinação no país para gerir o Departamento de Imunizações do Ministério da Saúde.

O impedimento a Ana Goretti Kalume Maranhão foi divulgado pela Casa Civil, comandada por Rui Costa (PT). É o ministro quem decide sobre nomeações de cargos comissionados. O ministério afirmou que ela criticou o Partido dos Trabalhadores (PT) nas redes sociais e defendeu a Operação Lava Jato, que prendeu Lula e integrantes de seu partido, o que é caracterizado como “restrição partidária”.

Em 2016, de acordo com o Estadão, a médica compartilhou uma notícia sobre bloqueio de aposentadoria de Lula, determinado pelo então juiz Sergio Moro. A outra postagem foi criticando Cristiano Zanin, advogado de Lula. Numa outra publicação, a pediatra chamou o então presidente do PT, Rui Falcão, de “perfeito idiota”.

A bióloga Natália Pasternak, que preside o Instituto Questão de Ciência, ressaltou que o governo de Lula é composto também por opositores, como é o caso de Geraldo Alckmin, Simone Tebet e Marina Silva.

– É só no primeiro escalão? Na parte técnica vai ter picuinha política? Não pode ser. Espero realmente que eles reconsiderem – disse Pasternak.

FONTE:PLEN NEWS

Share:

Assista ao vivo! Presidente Jair Bolsonaro faz pronunciamento Presidente fala ao povo após alguns dias sem se pronunciar

 

Após alguns dias sem emitir quaisquer declarações públicas, o presidente Jair Bolsonaro (PL) faz um pronunciamento na manhã desta sexta-feira (30) à população. O assunto que será tratado pelo líder não foi divulgado de forma antecipada pelo Planalto.

A declaração ocorre dois dias antes da data prevista para a posse do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Nas últimas horas, o Diário Oficial publicou que assessores de Bolsonaro o acompanharão em viagem a Miami, nos Estados Unidos, em janeiro, mas o líder não confirmou a informação.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Bolsonaro publica foto em que estaria assinando documento É a terceira postagem do presidente no Instagram em um mês

 

Jair Bolsonaro Foto: Presidência da República

Na manhã desta quinta-feira (1º), o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a marcar presença em seu perfil oficial no Instagram. A imagem da vez é um registro feito no Palácio do Planalto no qual o presidente parece estar assinando um documento. É a terceira foto postada em seu perfil desde o resultado das eleições, em 30 de outubro.

Com mais de 25 milhões de seguidores e um amplo engajamento, a publicação não passou despercebida. Em menos de uma hora já havia mais de 40 mil comentários, na maioria elogiosos e desejando força ao presidente, sendo chamado de capitão. Outros comentários pedem para Bolsonaro “assinar logo”. Tudo indica que a imagem não seja recente, mas seu significado levantou as mais diversas especulações entre os seguidores.

O chefe do Executivo participa de uma cerimônia militar que acontece em Brasília, no Distrito Federal, nesta quinta. O compromisso em questão é uma solenidade de promoção de oficiais-generais do Exército.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Ministro do Meio Ambiente ataca ‘governos anteriores’ em discurso na COP27 Joaquim Leite afirmou no plenário da conferência, no Egito, que foco de antecessores de Bolsonaro "era enviar recursos soment... Leia mais em: https://veja.abril.com.br/coluna/radar/ministro-do-meio-ambiente-ataca-governos-anteriores-em-discurso-na-cop27/



O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, discursa na COP27, em Sharm el-Sheikh, no Egito, nesta terça-feira // Ministério do Meio Ambiente/Divulgação 


 Chefe da delegação do Brasil na COP27, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, discursou nesta terça-feira, 15, no plenário da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, no Egito, e aproveitou seu pronunciamento para atacar “governos anteriores”, que segundo ele tinham como foco “enviar recursos somente para ONGs”.


O presidente Jair Bolsonaro não compareceu ao evento, ao contrário de outros importantes líderes mundiais, como Joe Biden, dos Estados Unidos. Já o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, chegou ao Egito na madrugada desta terça (no horário local) e deverá discursar na área da ONU na quarta-feira.


O ministro também cobrou a comunidade internacional, que costuma fazer críticas às políticas ambientais do governo Bolsonaro, e disse que o país vai “continuar recordando o compromisso dos países ricos em financiar com volumes relevantes e de forma eficiente os países em desenvolvimento para implementação de ações de mitigação, adaptação e compensações por perdas e danos”.


Em nome do governo brasileiro, Leite exaltou projetos como o novo marco do saneamento e resultados do programa Lixão Zero, além das iniciativas de pagamentos por serviços ambientais, e declarou que o Brasil tem a matriz energética mais limpa dentre as grandes nações, com 85% de geração de energia de fontes renováveis.


Veja abaixo a íntegra do discurso do ministro do Meio Ambiente:


Senhores Ministros e Chefes de delegação,


O Brasil ainda tem enormes desafios ambientais a superar, assim como a maioria dos 194 países signatários do acordo do clima. O desmatamento ilegal na Amazônia, os 100 milhões de brasileiros sem acesso a rede de esgoto e 35 milhões a água potável e ainda mais de 2.600 lixões a céu aberto.


Desde 2019, trabalhamos junto com o setor privado para encontrar soluções climáticas e ambientais lucrativas para as empresas, as pessoas e a natureza. Invertemos a lógica dos governos anteriores de só agiam para multar, reduzir e culpar, este governo faz políticas para incentivar, inovar e empreender, criando assim marcos legais para uma robusta economia verde com geração de emprego e renda a todos os brasileiros, aqui vão alguns bons exemplos:


Novo Marco do Saneamento e dos Resíduos, o Lixão Zero, o Recicla+, Floresta+, Escolas +Verdes, Programa Metano Zero, Renovar Frota +Verde, Plano de Baixa Emissão na Agropecuária, e Campo Limpo, programa de reciclagem de embalagem de defensivos agrícolas com índice de 94%, bem acima da França e Alemanha, com 70%, e Estados Unidos, 30%, indicador que demonstra a sustentabilidade na atividade agrícola convencional mais regenerativa do mundo. Nossa agricultura tropical bate recordes de produção, resultado de técnicas modernas e eficientes que protegem o solo e fixam carbono da atmosfera.


O mercado regulado de crédito de carbono traz elementos inovadores na formação de instrumentos econômicos que possibilitam a monetização dos ativos ambientais. O Brasil vai ser líder nesta compensação ambiental e exportar créditos de carbono para empresas e países poluidores


Trouxemos aqui na COP27 o Brasil das Energias Verdes, com matriz elétrica 85% renovável e recordes históricos de instalação de eólica e solar e, devido às políticas de incentivos dos últimos anos, o país é um exemplo para o mundo. Com energia excedente poderá produzir hidrogênio e amônia verdes para exportação. Mais uma vez somos parte da solução, que vai de alimento a energia limpa


Diante do especial interesse do Japão, Europa e dos Estados Unidos em fortalecer novas cadeias de suprimentos sustentáveis, o Brasil se destaca pela ampla capacidade gerar energia totalmente limpa e barata, podendo ser um fornecedor de produtos industriais com uma das menores pegadas de carbono do mundo.


Filantropos, líderes e empresários e seu sempre exagerado número de assessores vieram em jatos particulares ao luxuoso balneário do Mar Vermelho para cobrar metas de redução de emissões dos outros, sugerindo carros ultramodernos a hidrogênio ou 100% elétricos, completamente desconexos da realidade de diversas regiões do Brasil e do mundo. Os governos têm a responsabilidade de atuar nesta agenda com racionalidade sem discursos populistas e utópicos. Um bom exemplo é o financiamento para renovação de frotas de caminhões, carros, tratores e embarcações. No Brasil, temos mais de 900 mil caminhões com mais de 25 anos, imagine esta quantidade de veículos ao redor do mundo, isto sim reduz emissões, melhora saúde pública e gera empregos.


Vamos continuar recordando o compromisso dos países ricos em financiar com volumes relevantes e de forma eficiente os países em desenvolvimento para implementação de ações de mitigação, adaptação e compensações por perdas e danos.


Diferente dos governos anteriores, onde o foco era enviar recursos somente para ONGs, nos últimos anos implementamos políticas junto com o setor privado para dar escala a uma nova economia verde com objetivo de neutralidade climática até 2050. “O mundo não será salvo pelos caridosos, mas pelos eficientes” (Roberto Campos).


O Brasil acredita que o mundo deve caminhar para uma política ambiental racional na direção de desenvolvimento econômico e geração de emprego verdes, não na redução de emissões extremamente forçada, via taxas e custos a vários setores econômicos, com risco de geração de inflação verde e aumento da pobreza.


Muito Obrigado>>>FONTE:REVISTA VEJA

Share:

Indicado por Bolsonaro, Ilan Goldfajn será presidente do BID Ele se tornou o primeiro brasileiro a assumir a instituição criada em 1959

 

Ilan Goldfajn Foto: EFE/Fernando Bizerra Jr.

Neste domingo (20), Ilan Goldfajn foi eleito como presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), se tornando o primeiro brasileiro a dirigir o maior banco de fomento da América Latina.

Goldfajn é atualmente diretor do FMI e foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para concorrer à presidência do BID.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, conseguiu fazer negociações para que Goldfajn pudesse ser eleito. Nessas conversas, ele conseguiu convencer que Cecília Todesca, secretária de Assuntos Internacionais da Argentina, desistisse de sua candidatura para apoiar o brasileiro.

Assim, se tornou possível garantir que indicado pelo governo Bolsonaro tivesse votos suficientes para vencer os demais candidatos que eram Gerard Johnson, nomeado por Trinidad e Tobago; Gerardo Esquivel Hernández, pelo México, e Nicolás Eyzaguirre Guzmán, nomeado pelo Chile.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Bolsonaro fará pronunciamento nesta terça-feira, diz Record Informação foi confirmada pelo próprio chefe do Executivo ao repórter Thiago Nolasco

 

Presidente Jair Bolsonaro Foto: EFE/Joédson Alves

O presidente Jair Bolsonaro (PL) fará um pronunciamento ainda nesta terça-feira (1°) sobre o segundo turno das eleições presidenciais. De acordo com o portal R7, a informação foi confirmada pelo próprio chefe do Executivo ao repórter Thiago Nolasco, da Record TV. Essa será a primeira declaração de Bolsonaro após a definição do pleito.

– Estamos acertando o horário aqui, está caminhando para a gente resolver. Não posso bater o martelo ainda porque precisamos confirmar o horário aqui – afirmou Bolsonaro a Nolasco.

De acordo com o veículo, auxiliares do presidente tentavam, desde domingo (30), fazer com que o líder fizesse algum pronunciamento, mas ele preferiu ficar em silêncio. No entorno de Bolsonaro, no entanto, diversas figuras já se posicionaram sobre o resultado.

O atual vice-presidente e senador eleito Hamilton Mourão (Republicanos-RS) enviou mensagem ao vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), parabenizando-o pela vitória de sua chapa no pleito. Nas redes sociais, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) agradeceu aos eleitores que votaram no atual presidente e falou em “erguer a cabeça”.

Desde a confirmação da vitória do petista, diversos protestos de caminhoneiros passaram a ocorrer ao redor do Brasil, com o bloqueio de várias rodovias. Em razão disso, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou na noite desta segunda (31) a “imediata desobstrução” das vias. Nesta terça, ele determinou que os policiais militares também atuem.

Fonte:pleno neews

Share:

Bolsonaro vibra por jogador decisivo do Flamengo usar a 22 Rodinei, que veste a camisa 22 do time carioca, foi o responsável por cobrar o pênalti que deu o título ao Flamengo

 

Bolsonaro com uma camisa do Flamengo Foto: Reprodução

Em seu perfil nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) parabenizou o Flamengo pelo quarto título da Copa do Brasil, conquistado na noite desta quarta-feira (19). O detalhe é que, na publicação feita pelo chefe do Executivo, a foto escolhida foi do jogador flamenguista que cobrou o pênalti decisivo, o lateral Rodinei, que veste a camisa 22, número de Bolsonaro nas urnas.

Publicação feita por Bolsonaro Foto: Reprodução/Instagram

O fato de a postagem trazer a foto de Rodinei com a camisa 22 e de justamente esse atleta ter sido o responsável por cobrar o pênalti que deu o título ao time carioca não passou despercebido pelos apoiadores e seguidores do presidente.

O deputado federal Carlos Jordy (PL-RJ), por exemplo, escreveu:

– E dia 30 é 22 de novo!

Outros seguidores do chefe do Executivo ainda ironizaram as decisões recentes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a campanha de Bolsonaro e brincaram com o fato de que a Corte poderia pedir a anulação da partida disputada na noite de quarta.

– TSE entra com pedido de anulação do jogo, o jogador usava o número 22 e isso é um absurdo – brincou o cantor Alan Dibôa.

SOBRE O JOGO
O Flamengo bateu o Corinthians nos pênaltis diante de 68 mil torcedores no Maracanã e garantiu assim o tetracampeonato do clube na Copa do Brasil. Fagner, com um chute no travessão, e Mateus Vital, com um chute a la Roberto Baggio, desperdiçaram as cobranças. Rodinei fez o gol decisivo, após empate por 1 a 1 no tempo normal.

O time carioca abriu o placar logo no início da partida, quando, aos seis minutos, após uma rápida troca de passes entre Arrascaeta, Everton Ribeiro e Pedro, o atacante concluiu a jogada tocando na saída de Cássio. O gol que fez explodir o Maracanã foi seu 28° na temporada.

Com o revés no placar, o técnico do Corinthians, Vítor Pereira, mudou a equipe no intervalo, com Adson no meio e com Fábio Santos de volta ao lado do campo. A mudança surtiu efeito. Após pressionar bastante ao longo da segunda parte do jogo, o time paulista empatou o jogo aos 36 minutos da etapa final com Giuliano, levando a disputa para os pênaltis.

Nos pênaltis, o torcedor do Corinthians começou em festa, após Cássio defender a cobrança de Filipe Luís. Fábio Santos, Giuliano, Renato Augusto, Yuri Alberto e Maycon também converteram, enquanto Fagner bateu a segunda no travessão. David Luiz, Leo Pereira, Everton Ribeiro, Gabriel Barbosa e Everton Cebolinha acertam. Por fim, Mateus Vital isolou e Rodinei anotou o gol do título.

*Com informações AE

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Damares revela que Michelle foi chamada de p*** dos evangélicos Convidadas do PlenoCast 93 conversam sobre feminismo e sororidade

 

PlenoCast 93 com Sarah Farias, Bella Falconi, Bruna Karla e Damares Alves Foto: Pleno.News

Durante entrevista ao PlenoCast 93 nesta quinta-feira (20), a senadora eleita Damares Alves (Republicanos-DF) relatou os diversos ataques que recebe e lamenta que muitos sejam feitos por outras mulheres.

O assunto surgiu quando as convidadas do programa, Bella Falconi, Bruna Karla e Sarah Farias conversavam sobre feminismo e sororidade.

A influenciadora Bella Falconi disse que foi muito criticada quando se posicionou como conservadora e cristã e que parte das agressões vieram de mulheres.

A ex-ministra então contou que ela sofreu e ainda sofre por causa do testemunho do encontro que teve com Jesus aos 10 anos de idade quando, ao pensar em tirar a própria vida por não aguentar mais sofrer abusos sexuais, avistou Jesus no pé de goiabeira.

– Quando eu fui convidada para ser ministra, riram muito de mim. Me chamaram de louca, nazista, fascista e naquele momento eu achei que as mulheres foram se levantar para me defender, mas eu sofri muitos ataques por mulheres, inclusive por mulheres jornalistas – afirmou.

Damares também revelou que a primeira-dama Michelle Bolsonaro foi atacada, recentemente, por outras mulheres por ter ido ao enterro da rainha Elizabeth II e chamada de “p*** dos evangélicos”.

A senadora eleita pede para que as igrejas entrem nesse debate, para ensinar sobre respeito.

– A gente se afastou dessa discussão e hoje temos gerações de mulheres machucadas [pelas ofensas] – completou.

ACOMPANHE:

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Ao lado de Michelle, Bolsonaro pede desculpas às venezuelanas A embaixadora da Venezuela no Brasil também participou da gravação

 

Bolsonaro pede desculpas em novo vídeo Foto: Reprodução/Vídeo redes sociais

Em um vídeo gravado ao lado da primeira-dama Michelle Bolsonaro e da embaixadora da Venezuela no Brasil, María Teresa Belandria, o presidente Jair Bolsonaro (PL) pede desculpas pelo constrangimento que pode ter causado às meninas venezuelanas, após relatar um episódio durante entrevista a um podcast no último fim de semana.

De acordo com o chefe do Executivo, suas falas foram descontextualizadas, a fim de distorcer o sentido da frase “pintou um clima”.

– Se minhas palavras, que, por má-fé, foram tiradas de contexto, foram, de alguma forma, mal entendidas ou provocaram algum constrangimento a nossas irmãs venezuelanas, peço desculpas. Já que meu compromisso sempre foi o de melhor acolher e atender a todos que fogem de ditaduras pelo mundo – diz Bolsonaro no vídeo.

O presidente mostra-se indignado com a militância da esquerda e citou a decisão do presidente do TSE, o ministro Alexandre de Moraes, que ordenou que opositores apagassem posts que exploravam o assunto.

– Estamos indignados com as últimas ações de alguns militantes de esquerda que, sem nenhum pudor, estão pressionando mulheres venezuelanas para obterem vantagem política nesse momento. Mesmo depois da decisão do TSE, esses inomináveis agora dirigem seus ataques contra essas mulheres – declarou.

Nesta segunda-feira (17), Michelle Bolsonaro e a ex-ministra Damares Alves se reuniram com as líderes comunitárias do projeto social que atende as refugiadas venezuelanas nos arredores de Brasília. A gravação com Bolsonaro foi feita após este encontro.

– Elas [as líderes] inclusive ajudam outras venezuelanas refugiadas a encontrarem uma profissão e melhor se integrarem a nossa sociedade – relatou o presidente.

O vídeo é encerrado pela primeira-dama:

– Como um país cristão, devemos acolhero próximo. A nossa nação cuida e abraça a todos.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Bolsonaro esclarece falas sobre meninas venezuelanas: “PT ultrapassou todos os limites” Presidente indignou-se com acusações sérias da oposição


Bolsonaro em live Foto: Reprodução/Vídeo Redes Sociais




O presidente Jair Bolsonaro (PL) fez transmissão ao vivo na madrugada deste domingo (16), para se defender de acusações de pedofilia por parte dos opositores. Neste sábado (15), um vídeo com o corte de uma fala em que o chefe do Executivo cita meninas venezuelanas e diz que “pintou um clima” viralizou na internet, impulsionado pela oposição. Ele que a fala foi tirada de contexto.

– O PT ultrapassou todos os limites – afirmou

O presidente Jair Bolsonaro (PL) fez transmissão ao vivo na madrugada deste domingo (16), para se defender de acusações de pedofilia por parte dos opositores. Neste sábado (15), um vídeo com o corte de uma fala em que o chefe do Executivo cita meninas venezuelanas e diz que “pintou um clima” viralizou na internet, impulsionado pela oposição. Ele que a fala foi tirada de contexto.

A polêmica começou após uma declaração do presidente a um podcast na sexta-feira (14). Respondendo a uma pergunta sobre a hipótese de o Brasil se tornar comunista numa eventual vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ele disse que meninas venezuelanas têm de se prostituir no Brasil para sobreviver. Bolsonaro relatou um episódio ocorrido em 2020.

– Eu estava em Brasília, na comunidade de São Sebastião, de moto. Parei a moto numa esquina, tirei o capacete e olhei umas menininhas bonitas, de 14, 15 anos, arrumadinhas no sábado numa comunidade, e vi que eram parecidas. Pintou um clima, voltei. “Posso entrar na sua casa?”, entrei. Tinha umas 15, 20 meninas sábado de manhã se arrumando. Todas venezuelanas. Aí eu te pergunto, menina bonitinha se arrumando sábado de manhã para quê? Para ganhar a vida – disse o presidente ao podcast.

Na live desta madrugada, Bolsonaro afirmou que o episódio relatado por ele foi mostrado em uma transmissão ao vivo que fez em 2020. Ele disse ter mostrado toda a sua indignação naquela ocasião e que sempre combateu a pedofilia.

– O PT recorta pedaços como se eu estivesse atrás de programas. Pelo amor de Deus. Fiz uma live para isso, foi demonstrado o que estava acontecendo. Que vergonha é essa? Que falta de respeito é essa? Sempre combati a pedofilia – afirmou.

– O que eu estava mostrando com aquilo (era) a minha indignação. Aquelas meninas venezuelanas que tinham fugido de seu país, tinham fugido da fome. Estavam se arrumando para quê? Mostrei toda a minha indignação ali. Não quero isso para as nossas filhas, para a minha filha – completou.

O deputado federal André Janones (Avante-MG), responsável pela campanha de Lula nas redes sociais, não perdeu tempo e gravou um vídeo com críticas ao presidente.

– Não dá para defender pedofilia agora. Esse homem é casado, ele está confessando que criou um clima entre ele e uma menina de 14 anos. Se o presidente Bolsonaro comprovar que isso é armação, que é montagem, eu renuncio ao meu mandato de deputado federal – disse.

– O “pintou o clima” é “pintou o clima de entrar na casa para ouvir o povo, olhar a geladeira, saber se eles estavam passando necessidade, quanta necessidade, quais necessidades. Fazer Live – disse a deputada federal Carla Zambeli ao publicar o pronunciamento de Bolsonaro.

Confira a integra dos esclarecimentos do presidente:

*Com informações da AE

fonte:pleno news
Share:

Em live, Bolsonaro culpa Moraes por possíveis casos de poliomielite Presidente lembrou que o ministro do STF impediu um pronunciamento do ministro da Saúde sobre o tema

 

Presidente Jair Bolsonaro durante live Foto: Reprodução/Print de vídeo publicado nas redes sociais

Em live realizada na noite desta sexta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a vacinação contra a poliomielite. Ele culpou o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), por possíveis casos futuros da doença.

O tema foi abordado ao lembrar que Moraes, como presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), impediu o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, de fazer um pronunciamento sobre a denúncia.

– Crianças que porventura adquiriram pólio tem um responsável: o Alexandre de Moraes (…) Pela segunda vez consecutiva, o Ministério da Saúde quer fazer propaganda, quer fazer uma campanha para estimular a vacinação contra a pólio e pela segunda vez o ministro Alexandre de Moraes, do TSE, nega esta campanha de vacinação – destacou.

A A campanha nacional de vacinação contra poliomielite teve crianças de até 5 anos de idade como alvo. Ela teve início em agosto de 2022 e terminou em setembro.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

“Tentaram me associar a um crime brutal”, dispara Bolsonaro Presidente apontou "narrativa mentirosa" da mídia

 

Bolsonaro queixou-se de cobertura da mídia de crime cometido por apoiador de Lula Fotos: Isac Nóbrega/PR // Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL) falou sobre a tentativa da imprensa de associá-lo ao homem que matou a ex-mulher e o filho de 2 anos, nesta segunda-feira (12), em São Paulo. Conforme escreveu o presidente nas redes sociais, a narrativa só não foi adiante porque o criminoso tem o rosto de Lula (PT) tatuado no braço.

– Após mais uma tentativa covarde de me associar a um crime brutal sem o menor fundamento, a imprensa teve que descartar a narrativa por conta de uma tatuagem de Lula no braço do assassino. Dificilmente seguirão dando destaque, prova de que a preocupação nunca foi com as vítimas – escreveu em seu perfil no Twitter.

Ezequiel Lemos Ramos, o autor do crime, é um colecionador de armas e atirador desportivo e caçador (CAC). O armamento da população civil é um tópico amplamente defendido por Jair Bolsonaro. Os veículos, por sua vez, ainda que não mencionassem o nome do chefe do Executivo, deram bastante ênfase ao fato, “ignorando” que o criminoso é um apoiador do ex-presidente petista.

– O fato é que, se não existisse essa tatuagem, jornais ainda estariam explorando mais uma narrativa mentirosa para tentar convencer inocentes de que as milhões de pessoas que me apoiam, homens, mulheres, jovens e idosos, compactuam de alguma forma com esse tipo de barbaridade – disse Bolsonaro.

E continuou:

– Tamanho desrespeito não atinge somente o povo, que já demonstrou inúmeras vezes seu caráter ordeiro e que se manteve pacífico mesmo diante do abuso da corrupção e da violência na era petista, mas principalmente as vítimas desse crime, reduzidas a meras ferramentas de campanha.

O CRIME
Ezequiel Lemos Ramos, de 39 anos, matou a ex-mulher Michelli Nicolich, de 37 anos, e o filho mais novo do casal, de 2 anos. O crime ocorreu em frente a uma escolinha na Zona Leste de São Paulo.

Michelli estava no veículo, um Fiat Uno branco, com os dois filhos, de 2 e 5 anos, logo após buscá-los na escola infantil O Rei Leão, na Avenida Rodolfo Pirani, no Parque São Rafael. Uma câmera de segurança registrou o momento em que o carro de Michelli sai do controle e bate em um poste. Em seguida, o ex-marido surge correndo e atira contra a janela do carro.

A criança de 5 anos não foi atingida. Mas Michelli e o filho caçula, mesmo tendo sido levados com vida a um hospital da região, não resistiram aos ferimentos a bala.

Ezequiel acabou se rendendo, sem a arma, e detido em flagrante por um policial militar de folga. Ele foi encaminhado para o 49º Distrito Policial (DP), onde foi indiciado por duplo homicídio doloso qualificado por feminicídio e emboscada e tentativa de homicídio.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

“Manda quem pode, obedece quem tem esposa”, brinca Bolsonaro Presidente revelou um pouco de sua vida com Michelle durante conversa com apoiadores

 

Presidente Jair Bolsonaro ao lado de Michelle Bolsonaro Foto: EFE/ Andre Coelho

Em conversa com apoiadores nesta segunda-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro revelou um pouco de sua relação com a esposa, Michelle Bolsonaro. De acordo com o presidente, o dia em que não recebe uma bronca da primeira-dama ele fica “preocupado”.

A declaração de Bolsonaro foi feita em frente ao Palácio da Alvorada e compartilhada nas redes sociais.

– Geralmente eu acordo às 6h. E daí ela estava se arrumando para um evento às 10h (…) Um dia [Michelle] chegou no quarto com uma tesourinha para cortar os cabelos da sobrancelha. O dia que ela não me dá uma bronca eu fico preocupado. Eu estou ensinando um novo ditado: manda quem pode, obedece quem tem esposa. Como é bom ter pessoas que cuidam da gente, né? – apontou.

O presidente já havia abordado o tema no sábado (10), durante um evento das Assembleias de Deus de Madureira. Na ocasião, ele também falou sobre o “novo ditado”.

– Sabemos que manda quem pode, obedece quem tem esposa. Se alguém diz o contrário, não é um homem feliz – relatou.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Confira o recado de Bolsonaro no livro de condolências da rainha Presidente e primeira-dama compareceram à Embaixada do Reino Unido, em Brasília

 

Presidente Jair Bolsonaro Foto: EFE/Joédson Alves

Em mensagem deixada no livro de condolências pela morte da rainha Elizabeth II, o presidente Jair Bolsonaro (PL) e a primeira-dama Michelle Bolsonaro descreveram a monarca como uma “mulher de grande personalidade”. O gesto foi feito nesta segunda-feira (12) durante visita do casal à Embaixada do Reino Unido localizada em Brasília.

– Em nome do governo e do povo brasileiro, expresso as mais profundas condolências ao povo do reino Unido bem como à família Real e ao rei Charles III, pelo falecimento da Rainha Elizabeth II. Manifesto minha profunda admiração por uma mulher de grande personalidade cujo senso de dever e devoção deixaram, ao longo de mais de sete décadas de reinado, um legado de liderança e estabilidade para o povo britânico e para o mundo – escreveram o presidente e sua esposa.

O chefe do Executivo visitará Londres no fim de semana para comparecer pessoalmente no funeral da rainha inglesa, marcado para segunda-feira (19). Na ocasião, ele estará acompanhado de uma comitiva que também incluirá Michelle.

Na sequência, ele embarcará para Nova Iorque, onde irá à Assembleia Geral da ONU, que ocorrerá na terça (20).

FONTE:PLENO NEWS

Share:

RJ: Bolsonaro deve participar de motociata no 7 de setembro Presidente prestigará apresentação militar na praia de Copacabana no mesmo dia

 

Jair Bolsonaro leva Tereza Cristina na garupa em motociata Foto: Reprodução / Youtube

O presidente Jair Bolsonaro (PL) é esperado em uma motociata que sairá do Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, organizada pelo amigo de longa data, Waldir Ferraz, no dia 7 de setembro. A informação foi divulgada pela coluna do Lauro Jardim, do jornal O Globo.

A data marca o bicentenário da Independência do Brasil. No mesmo dia, o chefe do Executivo ainda vai participar de um ato, interpelado por ele próprio em algumas oportunidades, na Avenida Atlântica, em Copacabana, Zona Sul da capital carioca.

No evento, serão realizadas apresentações da Marinha e da Aeronáutica no mar e no espaço aéreo de Copacabana, sem qualquer tipo de interferência nas pistas da Avenida Atlântica. Por isso, não haverá a instalação de palcos ou arquibancadas em terra.

O local do desfile cívico, que é tradicional no 7 de Setembro, foi razão de divergências entre o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), e o candidato à reeleição. Paes chegou a anunciar que o evento seria realizado na Presidente Vargas, contrariando o interesse de Bolsonaro, que afirmou que havia pedido para trocar o local do evento com militares para a Praia de Copacabana.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Bolsonaro alfineta Macron após onda de incêndios na França Presidente perguntou se o presidente da França "não iria apagar o fogo"

 

Presidente Jair Bolsonaro alfinetou o presidente da França, Emannuel Macron Foto: EFE/ Chema Moya

Nesta sexta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro decidiu alfinetar o presidente francês, Emannuel Macron, devido aos incêndios que atingem a França. Em entrevista à rádio 98 FM, de Minas Gerais, Bolsonaro perguntou a Macron se ele não iria apagar o fogo.

A declaração foi um tipo de resposta a críticas feitas pelo presidente da França em 2019, quando comentou sobre os incêndios que atingiam a Amazônia. Na época, Macron chegou a cobrar outros líderes internacionais.

Apesar do comentário, Bolsonaro disse que não queria ser “deselegante”.

– Há mais de 30 dias se pega fogo na França, por exemplo. Eu queria perguntar [para o] Macron: ‘não vai apagar o fogo aí?’. Eu é que não vou ser deselegante com o Macron perguntando isso para ele, mas ele que sossegue lá – apontou.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Cara a Tapa - Jair Bolsonaro - Ao vivo

Share:

Bolsonaro sobre Fachin: Estou pronto para conversar com ele Presidente da República deu declarações neste sábado

 Ministro Edson Fachin durante sessão extraordinária do STF

Ministro Edson Fachin, presidente do TSE Foto: STF/SCO/Carlos Moura

Neste sábado (23), o presidente Jair Bolsonaro disse que está à disposição para conversar com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin. Ele deu declarações durante visita ao Rio de Janeiro, onde está para participar da convenção que oficializa sua candidatura à reeleição. As informações são do site O Antagonista.

– Eu estou pronto para conversar com ele, sem problema nenhum. Eles convidaram as Forças Armadas. É impressionante que a grande mídia, com todo respeito a vocês, não tenha mais a curiosidade investigativa. Tem um inquérito da PF que está aberto desde 2018 e está aberto com informações prestadas pelo próprio Tribunal Superior Eleitoral – falou.

O chefe do Executivo afirmou ainda que Fachin se recusa a aceitar sugestões das Forças Armadas.

– Ninguém consegue entender o senhor Fachin não aceitar as sugestões das Forças Armadas, que foram convidadas a integrar uma comissão de transparência eleitoral. As Forças Armadas, que é minha, que é do povo brasileiro, não se servirá ser moldura de uma fotografia do TSE.

FONTE:PLENO NEWS

Share:

“Tem o JB brasileiro e o JB norte-americano”, brinca Bolsonaro Paulo Guedes disse ainda que Biden “segue a trilha” de Bolsonaro na economia

 

Joe Biden e Jair Bolsonaro Foto: Alan Santos/PR

De acordo com o ministro da Economia Paulo Guedes, Joe Biden, presidente do Estados Unidos, está seguindo, de forma tardia, a “trilha” do presidente Jair Bolsonaro (PL) no que tange a economia.

– Os senhores estão vendo o presidente dos EUA seguindo a trilha do nosso presidente. Pedindo a redução dos impostos federais primeiro e pedindo aos estados que também reduzam os impostos estaduais – disse o ministro durante evento no Palácio do Planalto, nesta segunda-feira (27).

– E ainda vão mandar para o Congresso. Nós já mandamos, já foi julgado, já foi aprovado no Congresso e estamos agora na instância final, lá com o Supremo. Então nós estamos à frente deles também na política monetária. Estamos à frente deles no ajuste fiscal – complementou.

Bolsonaro, também presente no evento respondeu em tom de concordância com Guedes e em tom de brincadeira

– Tem o JB brasileiro e o JB norte-americano. O norte-americano, há poucas semanas, mandou alguém da ONU conversar com o [Vladimir] Putin sobre fertilizantes. O JB brasileiro mandou quatro meses atrás – declarou o chefe do Executivo.

FERTILIZANTES
Nesta segunda-feira (27), o governo da Rússia informou que irá garantir ao Brasil o fornecimento de fertilizantes para a produção de alimentos. O anúncio foi feito após uma conversa, por telefone, entre o presidente Jair Bolsonaro e o presidente russo, Vladimir Putin.

– Conforme acordado na recente cúpula do BRICS, o presidente russo, Vladimir Putin, teve uma conversa telefônica com o presidente da República Federativa do Brasil, Jair Bolsonaro. As questões de segurança alimentar mundial foram amplamente discutidas – informou o governo russo.

fonte:pleno news

Share:

Bolsonaro sanciona Lei Henry Borel, que protege menores PL é de autoria das deputadas federais Carla Zambelli e Alê Silva

 

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta terça-feira (24), a Lei Henry Borel, que traz medidas protetivas a crianças e adolescentes. O texto leva o nome do menino de 4 anos morto, em março do ano passado, após ser espancado no apartamento em que vivia com a mãe e o padrasto, no Rio de Janeiro. Os termos da sanção ainda não foram oficializados pela Secretaria-geral da Presidência.

A nova legislação configura o assassinato de crianças e adolescentes menores de 14 anos que fica definido como crime hediondo, aumenta penas e dá competência ao Conselho Tutelar para solicitar a expulsão do acusado do espaço em que a vítima convive. O projeto é de autoria das deputadas federais Carla Zambelli (PL-SP) e Alê Silva (Republicanos-MG).

– O projeto foi feito com espírito de punir e desestimular ações dessa natureza – afirmou Bolsonaro na cerimônia de sanção da lei, ocorrida no Palácio do Planalto.

O chefe do Executivo declarou que o assassinato de Henry Borel foi um “episódio lamentável que marcou o Brasil”.

– A gente espera que nada semelhante aconteça – disse o presidente.

De acordo com Alê Silva, o texto da Lei Henry Borel é uma adaptação da Lei Maria da Penha.

– Para que fosse usada essa mesma base legal para proteção das crianças e dos adolescentes – destacou a deputada.

A cerimônia contou com representantes da bancada feminina no Congresso. Além de Zabelli e Silva, estavam as deputadas Flávia Arruda (PL-DF), ex-ministra da Secretaria de governo, e Celina Leão (PP-DF), coordenadora da bancada. O grupo foi parabenizado pelo presidente pelo “empenho e dedicação, mesmo sendo minoria”.

*AE

FONTE:PLENO NEWS

Share:

Postagem em Destaque

Deputado quer proibir transição de gênero em menores de idade Projeto de lei foi protocolado por Gil Diniz, na última quarta-feira

  Gil Diniz  Foto: Reprodução/ Print de vídeo YouTube Alesp Na última quarta-feira (1º), o deputado Gil Diniz (PL-SP) protocolou, na Assembl...

Comente deixe sua opinião

Blog Archive

SIGA-ME

SIGA-ME
SEJA UM SEGUIDOR

TWITTER

whatsapp

Postagens mais visitadas

Globo de visitas

Marcadores